Notícias

início / Notícias

Custo de produção da soja tem alta na safra 2019/20

Custo de produção da soja tem alta na safra 2019/20

Produtores do Mato Grosso e Paraná estão preocupados com os custos para a próxima safra de soja. Em ambos os estados, o custo para a safra 2019/2000 aumentou

No Paraná, o aumento foi de 11% em comparação com o ciclo anterior. Segundo os agricultores, esse crescimento se deve principalmente pela alta nos preços de sementes e fertilizantes.

De acordo com produtores paranaenses, o preço do adubo subiu 22%, enquanto as sementes tiveram uma alta de 16% quando comparado com 2018. Já o preço pago pela saca de soja na região oeste do estado caiu 8,4% em comparação ao mesmo período do ano passado.

De acordo com um produtor, na temporada de 2018/19 os custos por hectare foram de R$ 1674,00. Já para a safra 2019/20, o gasto previsto passa dos R$ 1900,00. 

Porém, entende-se que mesmo com a alta nos custos de produção, o agricultor não deverá ficar no prejuízo, pois os custos devem ser de 38 sacas por hectare, enquanto a estimativa de produção gira em torno de 62 a 68 sacas por hectare. 

Investimentos no Mato Grosso são maiores

O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) atualizou os dados para o custo da soja mato-grossense na safra de 2019/2020. De acordo com o instituto, o custo total ficou em R$ 3,9 mil por hectare, ou seja R$ 66 por saca (considerando uma produtividade média de 59 sacas por hectare). 

O valor é 7,5% mais alto do que na safra passada, em que o gasto era de 61 sacas por hectare. Também representa o maior custo de produção da história, superando a safra de 2016/2017, quando o produtor gastava, em média, R$ 3,8 mil por hectare.

De acordo com o instituto, a alta do dólar e os fertilizantes são o que mais tem puxado para cima os custos de produção. Os fertilizantes tiveram os preços reajustados em quase 24%, enquanto herbicidas, fungicidas e sementes também apresentaram altas.

Além disso, a saca de soja sofreu desvalorização. Enquanto em 2018 a saca era vendida entre US$ 19 e US$ 21 dólares, este ano os preços estão entre US$ 16 e US$ 17. Isso representa um grande desafio ao produtor mato-grossense. 

Venda da safra 2019/2020 está atrasada

A comercialização antecipada da safra de soja 2019/20 está em um ritmo abaixo do registrado no mesmo período do ano passado. 

Segundo o levantamento da consultoria Safras & Mercado, até o dia 9 de agosto de 2019 os negócios envolviam 15,7% da produção estimada. No mesmo período de 2018 os produtores brasileiros já haviam negociado 17,9% da safra. 

Produtores se queixam que o ano tem sido difícil, com os custos de produção mais elevados e o preço de negociação bem abaixo do ideal, havendo dificuldades em travar negócios. A comercialização da safra 2018/2019 envolve 78% da produção projeta, bem abaixo dos 83,7% no mesmo período do ano passado. 

A MCL segue apoiando os produtores com peças de qualidade e valores justos, com o melhor custo-benefício do mercado. Confira nossos produtos!